Siga nas redes sociais
Inicial
Postado em 11/01/2022
Por Rainey Marinho

"Crônicas"A alquimia filosófica de uma vida

Da janela do quarto onde todos os dias, na parte da manhã, ele lentamente abre seus olhos, incomodados cotidianamente pelo sol que transpassa as frestas e insiste em trazer com seus raios iluminação para dentro do ambiente de penumbra, ele acorda para mais um dia de trabalho. Senta à beira na cama e faz seus alongamentos completamente desprovidos de qualquer técnica, empurrando seus braços para o teto....
Continuar lendo
81 Visualizações
Comentários (1)
Postado em 27/01/2021
Por Rainey Marinho

"Artigos Técnicos"“A Central é um ambiente de facilidades para os cartórios de RTDPJ, que podem utilizar diversas soluções para a automação de tarefas diárias”

O ano de 2021 renovou os nossos propósitos de continuar trabalhando incansavelmente para o fortalecimento dos cartórios de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas.  Assumi essa missão em dezembro de 2018 e percorremos um longo caminho até agora, construindo uma gestão pautada pela união e consenso. Ouvir a todos, colher opiniões, conhecer realidades vividas por to...
Continuar lendo
45 Visualizações
Comentários (0)
Postado em 03/12/2020
Por Rainey Marinho

"Poesia"Opereta Biológica

Virtuose, sem lançar os braços ao ar, Não capta a essência do sentimento. Beira o abismo profundo que separa A face enganosa de quem declina, Em cada acorde e nota, a falta essencial ‒ Da verdade.   Baila ocultando às feras controladas Sua verdadeira e sorrateira intenção. O entretenimento asséptico e denso, Ocultando a face maquiavélica do pro...
Continuar lendo
30 Visualizações
Comentários (0)
Postado em 26/11/2020
Por Rainey Marinho

"Crônicas"Humanos Demais

A morte de Diego Armando Maradona nos coloca diante do sentimento da insuportabilidade da vida e seus ocasos para algumas pessoas. Geralmente esse processo atinge em cheio seres humanos que têm um grande talento: gênios, poetas, escritores e pessoas que sentem o mundo com tanta intensidade e generosidade que são tomados pela fraqueza mundana dos vícios que corroem o corpo. O mundo – a sociedade – produz al...
Continuar lendo
189 Visualizações
Comentários (4)
Postado em 16/11/2020
Por Rainey Marinho

"Poesia"Vento, brisa e viagem

Caprichoso vento que não venta mais, Fez-se brisa leve, suave e fugaz. Caprichosa brisa, para onde tu vais? Vou ao fim do mundo, onde reina a paz, Encontrar o sopro, meu amigo herdeiro Que nasce nas bocas dos homens sós.
Continuar lendo
88 Visualizações
Comentários (0)