Siga nas redes sociais
Inicial
Postado em 27/01/2021
Por Rainey Marinho

"Artigos Técnicos"“A Central é um ambiente de facilidades para os cartórios de RTDPJ, que podem utilizar diversas soluções para a automação de tarefas diárias”

O ano de 2021 renovou os nossos propósitos de continuar trabalhando incansavelmente para o fortalecimento dos cartórios de Registro de Títulos e Documentos e de Pessoas Jurídicas.  Assumi essa missão em dezembro de 2018 e percorremos um longo caminho até agora, construindo uma gestão pautada pela união e consenso. Ouvir a todos, colher opiniões, conhecer realidades vividas por to...
Continuar lendo
43 Visualizações
Comentários (0)
Postado em 03/12/2020
Por Rainey Marinho

"Poesia"Opereta Biológica

Virtuose, sem lançar os braços ao ar, Não capta a essência do sentimento. Beira o abismo profundo que separa A face enganosa de quem declina, Em cada acorde e nota, a falta essencial ‒ Da verdade.   Baila ocultando às feras controladas Sua verdadeira e sorrateira intenção. O entretenimento asséptico e denso, Ocultando a face maquiavélica do pro...
Continuar lendo
30 Visualizações
Comentários (0)
Postado em 26/11/2020
Por Rainey Marinho

"Crônicas"Humanos Demais

A morte de Diego Armando Maradona nos coloca diante do sentimento da insuportabilidade da vida e seus ocasos para algumas pessoas. Geralmente esse processo atinge em cheio seres humanos que têm um grande talento: gênios, poetas, escritores e pessoas que sentem o mundo com tanta intensidade e generosidade que são tomados pela fraqueza mundana dos vícios que corroem o corpo. O mundo – a sociedade – produz al...
Continuar lendo
187 Visualizações
Comentários (4)
Postado em 16/11/2020
Por Rainey Marinho

"Poesia"Vento, brisa e viagem

Caprichoso vento que não venta mais, Fez-se brisa leve, suave e fugaz. Caprichosa brisa, para onde tu vais? Vou ao fim do mundo, onde reina a paz, Encontrar o sopro, meu amigo herdeiro Que nasce nas bocas dos homens sós.
Continuar lendo
78 Visualizações
Comentários (0)
Postado em 16/11/2020
Por Rainey Marinho

"Poesia"Tempos Modernos

Caprichosamente, sente e mente. Não que a mentira resida em um “take” Ou aquele maldito sentimento seja “fake”. Dissimula e vive o falso por verdadeiro, Muda a realidade e acredita ‒ penhora a fé ‒, Traduzindo ruído em melodia, e impiedoso Versa a paz, quando semeia a agonia.  Irrestritamente irracional, banal ou boçal, Senil, febril ou tão s&oac...
Continuar lendo
13 Visualizações
Comentários (0)